Folha de Pagamento: tudo que você precisa saber

A folha de pagamento é um dos itens mais importantes no departamento pessoal de uma empresa. Esse documento tem diversas finalidades, desde as mais operacionais – como, por exemplo, organizar a contabilidade da empresa – até o papel fiscal e contábil.

Por isso, criamos um artigo completo sobre folha de pagamento, com tudo o que você precisa saber sobre legislação, erros mais comuns e como facilitar os processos de folha no dia a dia.

Vem com a gente!

Afinal, para que serve a Folha de Pagamento?

A folha de pagamento reúne informações do empregado e da empresa, gerando um documento que indica todos os valores de remuneração, impostos, descontos e bonificações dos trabalhadores. Assim, assegura que os colaboradores tenham a sua remuneração recebida corretamente, sem atrasos ou faltas.

Veja abaixo todos os itens que devem constar em uma folha de pagamento:

Gerir com eficiência a folha de pagamento é um dos pilares para o bom funcionamento da empresa, especialmente para a saúde financeira dos negócios.

Erros cometidos durante a elaboração da folha podem trazer problemas para os colaboradores, além de muitas dores de cabeça para os empregadores. Isso significa que a elaboração da folha de pagamento exige atenção redobrada e expertise.

O que a legislação diz sobre a Folha de Pagamento?

De acordo com o Art. 255 do Decreto 3048 – que regulamenta a Previdência Social – todas as empresas são obrigadas a emitir folha de pagamento mensal. Nesse documento, devem constar a remuneração paga, devida ou creditada a todos os funcionários pelo seu serviço.

Além disso, o decreto também estabelece que a companhia deve manter, em cada estabelecimento, uma via da folha e os respectivos recibos de pagamento.

Por fim, a legislação determina que a empresa deve lançar mensalmente os fatos geradores de todas as suas contribuições, o montante das quantias descontadas, as contribuições da empresa e os totais recolhidos. Esse lançamento deve ser feito de forma discriminada e em títulos próprios da contabilidade da companhia.

Quais os principais erros na Folha de Pagamento?

Por ser um processo tão importante no dia a dia do Departamento Pessoal, listamos alguns dos maiores desafios da folha de pagamento no dia a dia. Saiba mais:

1. Cálculo Errado

Qualquer registro errado no sistema ou planilha pode comprometer seriamente o fechamento da folha de pagamento. Por isso, é fundamental que, ao gerar a folha de pagamento, cada informação seja cuidadosamente verificada e conferida.

Como muitos percentuais incidem sobre a remuneração dos funcionários, erros de cálculo acabam sendo cometidos. É comum encontrar a inserção de informações incorretas referentes a horas extras, adicionais e benefícios, INSS e faltas, levando ao cálculo errado.

Por isso, fique atento a todos os detalhes no momento do cálculo da folha para que nenhum número saia errado e comprometa a remuneração do trabalhador.

2. Centralização de Dados

Deixar todas as informações da folha de pagamento concentradas em apenas um computador é um enorme risco para a empresa. Isso porque se o aparelho sofrer algum dano, todos os dados podem ser perdidos.

3. Problemas com Fórmulas Automáticas e Falta de Backups

Uma fórmula errada pode gerar uma folha de pagamento com remunerações totalmente incorretas, prejudicando o funcionário e acarretando sérios prejuízos financeiros para a empresa. Por isso, é fundamental redobrar os cuidados em relação a fórmulas automáticas.

Além disso, a empresa deve manter um backup constante de todas as informações geradas para a elaboração da folha de pagamento. Isso evita que os eventuais problemas com o servidor comprometam os dados.

4. Falhas na Previsão dos Custos

Em alguns momentos, é possível que ocorram falhas no planejamento financeiro da empresa. Alguns motivos podem ser: esquecer de prever o gasto com 13º salário, os bônus e as premiações, por exemplo.

Isso gera graves transtornos para o negócio, já que sai caro ter de recorrer a empréstimos para arcar com os custos da folha de pagamento.

5. Não Contar com as Mudanças na Empresa

Um erro muito comum quando de trata da folha de pagamento é ignorar a mudança de situação dos trabalhadores. Fique atento a mudanças de cargo, volta da licença-maternidade, agendamento de férias, benefícios e, até mesmo, desligamentos.

6. Desatenção à Legislação Trabalhista

Além da situação dos colaboradores, as legislações fiscal e trabalhista também sofrem alterações e, por isso, precisam ser constantemente acompanhadas. Ignorar essas mudanças pode acarretar diversas questões, como causas trabalhistas e o pagamento de multas.

Exemplo disso é a reforma trabalhista, que trouxe uma série de mudanças nas relações entre empregadores e empregados. Algumas delas influenciam diretamente na folha de pagamento.

7. Planilhas e Controle de Ponto Manual 

Por incrível que pareça, ainda é comum a utilização de planilhas e de registros manuais. O controle de ponto manual é uma das principais causas de erros na folha de pagamento, pois exige muita mão de obra do RH, gera processos exaustivos e passíveis de equívocos.

Se a planilha tiver algum problema ou se o registro manual apresentar algum defeito ou rasura, por exemplo, todos os dados podem ser perdidos.

fechamento-de-ponto-e-folha-saint-germain

Como otimizar os processos de Folha de Pagamento?

1. Invista em Controle de Ponto Online

O software de registro de ponto auxilia na gestão de informações e dados para o cálculo correto da folha de pagamento, pois automatiza a elaboração do espelho-ponto. Além disso, ele otimiza a gestão de jornada e mantém todos os registros em segurança.

2. Acompanhe as Horas Trabalhadas Regularmente

É muito importante que o RH faça o controle de horas regularmente. Afinal, os colaboradores podem realizar horas extras, acumular banco de horas, ter muitas faltas e atrasos, entre outros itens que afetam diretamente a folha de pagamento.

3. Identifique os Problemas de Gestão de Pagamentos

É possível que a empresa desenvolva problemas com a folha de pagamento por falta de organização e problemas de gestão. Para resolver esses desafios, o ideal é que o gestor reavalie os processos e busque opções viáveis para melhorar e agilizar a gestão de pagamentos.

4. Padronize a Estrutura de Cargos e Salários

Manter os funcionários motivados é a chave para o sucesso de qualquer empresa. Para alcançar esse objetivo, é fundamental ter uma política de remuneração eficiente e justa. Ao definir uma estrutura de cargos e salários, os colaboradores podem entender como funciona a distribuição das remunerações, bem como as gratificações e benefícios.

5. Mantenha os Dados Atualizados

Funcionários podem mudar de estado civil, ter novos dependentes, mudar de cargo e a própria legislação trabalhista pode ser alterada. Por isso, é imprescindível manter atualizados os dados de todos os colaboradores regularmente.

6. Automatize os Pagamentos

Com a facilidade oferecida pelos bancos, as empresas podem automatizar os pagamentos rotineiros. Para otimizar os processos de folha de pagamento, é possível deixar os salários agendados diretamente com o banco e acompanhar seu andamento via web.

Essa facilidade evita atrasos. A tecnologia oferece essas e muitas outras facilidades para que os gestores possam aprimorar os processos de folha de pagamento.

Imagem padrão
Luciano Otto
Coordenador Adm Financeiro na Pontomais