CONTRATE AGORA EXPERIMENTE GRÁTIS

Falecimento do empregado: como a empresa deve proceder?

Não é fácil lidar com a morte. Devemos respeito à dor e ao sofrimento dos amigos e familiares. Mas e quando ocorre o falecimento do empregado da sua empresa? Será que ela deve tomar algumas medidas específicas ou não? Esse é o tema que vamos discutir neste artigo, pois, é algo que pode vir a acontecer.

 

Mostraremos quais são as primeiras ações que devem ser tomadas, bem como os direitos que os dependentes e familiares têm. Você vai saber também como ocorre o processo de homologação da rescisão por falecimento e o que acontece no caso de morte por acidente de trabalho. Confira!

 

Quais são as primeiras ações que devem ser tomadas?

 

Quando a empresa é informada sobre o falecimento do empregado, ela deve providenciar a rescisão do contrato de trabalho. Nesse caso, trata-se de uma demissão por falecimento e o seu objetivo é o de garantir os direitos do empregado aos seus dependentes. É como se houvesse um pedido de demissão sem aviso prévio.

 

Sendo assim, os valores que não foram recebidos em vida pelo funcionário passam a ser pagos em parcelas iguais aos dependentes por meio da Previdência Social. Mas a empresa não pode descontar o aviso prévio e o seguro-desemprego fica inabilitado para saque pelos familiares. Já o FGTS e as eventuais cotas do PIS podem ser sacados.

 

Dicionário do DP Pontomais

 

Quais são os direitos que os dependentes e familiares têm?

 

Os dependentes e familiares de um trabalhador falecido têm o direito de receber:

 

  • saldo do salário equivalente aos dias trabalhados;
  • 13º salário proporcional aos meses já trabalhados no ano vigente;
  • férias proporcionais acrescidas de ⅓ constitucional;
  • férias vencidas acrescidas de ⅓, válido quando o empregado tem mais de 1 ano de trabalho e ainda não tenha gozado desse direito;
  • salário-família proporcional aos dias trabalhados, válido quando o empregado tem filhos menores de 14 anos e o salário estiver dentro do teto fixado pelo INSS;
  • direitos adquiridos no mês da demissão por falecimento, como comissões, horas extras, adicional noturno e outros.

 

Destacamos que os descontos como imposto de renda, INSS, vale-transporte, vale-alimentação, vale-refeição, plano de saúde e outros continuam valendo, entretanto, sempre referente aos dias trabalhados. Já o pagamento deve ser feito em cotas iguais no prazo máximo de 10 dias a partir da data de desligamento.

 

Como ocorre o processo de homologação?

 

Se o funcionário que faleceu estivesse trabalhando na sua empresa por mais de 1 ano, a homologação da rescisão por falecimento é obrigatória. Portanto, você deve fazer o possível para evitar atrasos nesse processo. Mesmo assim, a família do funcionário pode entregar os documentos dele com atraso.

 

Caso isso aconteça, peça para o dependente assinar um documento declarando que a entrega está em atraso. Isso isenta a sua empresa de receber multas pelo atraso. Se não souber quem são os dependentes do trabalhador falecido, é possível depositar os valores na Justiça do Trabalho por meio de uma Ação de Consignação em Pagamento Judicial.

 

Solicite a carteira de trabalho do empregado para dar baixa nela com a data do falecimento e as demais atualizações que estejam pendentes.

 

O que acontece quando a morte é por acidente de trabalho?

 

Quando o falecimento do empregado é por acidente de trabalho, a empresa deve emitir a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) junto à Previdência Social. Os familiares também podem requerer o documento por meio do sindicato.

 

No caso de morte que ocorreu por culpa da empresa, os familiares podem entrar na Justiça para solicitar indenização por danos morais e materiais. Essa solicitação também compete as despesas funerárias.

 

O falecimento do empregado é um momento de consternação para todos. Portanto, não esqueça de cumprir a legislação e, ao mesmo tempo, considerar que uma vida se foi e que pessoas estão sofrendo por isso. Se possível, ofereça o auxílio necessário para acompanhar os familiares e dependentes nos primeiros dias.

 

clima organizacional da sua empresa também deve ser trabalhado quando ocorre uma situação assim. Ter um RH estratégico, nessas horas, é fundamental. Saiba mais sobre a atuação e benefícios dele neste outro artigo.

 

Controle de Ponto e Gestão de Jornada Pontomais

 


São mais de 6.500 empresas e 130.000 usuários em toda América Latina. Uma plataforma simples, econômica e segura. A solução mais moderna e inovadora para diminuir os processos burocráticos. Assegura que as empresas estejam DENTRO DA LEI. Não perca tempo, CLIQUE AQUI, conheça a Pontomais e venha Rhevolucionar a gestão da sua empresa.

Entre em contato conosco para conhecer nossos produtos e serviços. Até breve 🙂

WhatsApp Logo

Privacy Preference Center