Como fazer o controle de horas extras sem erro? Descubra aqui

Sua equipe está ficando um pouco depois do horário para produzir mais? Ótimo! É sinal de que está engajada e buscando bons resultados.
Mas lembre-se: você precisa ter um bom controle de horas extras se quiser que isso dê certo para todos. Há várias leis envolvidas e o mau acompanhamento pode resultar em sérios problemas para você.

O controle de horas extras pode trazer uma série de benefícios para a empresa e, justamente por isso, devemos evitar ao máximo erros durante o processo. Assim, garantimos que tanto a empresa quanto os colaboradores sejam justamente compensados pelo serviço além do expediente normal.

No post de hoje, resolvemos mostrar:

  1. O que é o controle de horas extras;
  2. A importância desse tipo de monitoramento;
  3. As melhores formas de realizá-lo;
  4. As principais atualizações legislativas nesse sentido.

Por isso, sente-se bem acomodado, leia e aprenda tudo o que precisa saber sobre o assunto!

 

Quer uma demonstração do sistema que economiza 50% do seu tempo em rotinas de Departamento Pessoal e Recursos Humanos? Clique no botão abaixo e um dos nossos consultores entra em contato com você:

meligue-pontomais-2018

 

Afinal, o que é e qual a importância do controle de horas extras?

 

Entender o controle de horas extras depende de um conhecimento a respeito da nossa atual legislação, mas isso veremos mais à frente. Por enquanto, perceba que esse controle é realizado para que possamos remunerar de forma justa os colaboradores que excederem o horário de trabalho. A contrapartida para a empresa é um retorno em produtividade e cumprimento de prazos.

 

Existem, pelo menos, dois bons motivos para fazer esse controle de perto. O primeiro, e mais diretamente relacionado a sua empresa, é saber quanto você deve pagar a cada colaborador pelo tempo de trabalho dele. Você deve evitar gastar mais do que deve, mas também não pode deixar de recompensar alguém que perdeu 1 hora de sono para produzir mais!

 

O segundo motivo é que há uma série de restrições com relação ao limite de horas extras que uma empresa pode pagar. No fim das contas, não deixar que um colaborador fique muito além do próprio horário é benéfico para todos. Você não será multado e ele também não terá problemas de estresse e falta de energia com o passar do tempo.

 

Teste pontomais 2019

 

Como realizar o controle de horas extras sem erro?

 

Algumas ações básicas, aliadas ao uso da tecnologia, podem ajudá-lo bastante a reduzir erros nesse momento. Assim, você cumpre as obrigações legislativas e mantém sua empresa em dia com o pagamento dos colaboradores. A seguir, algumas dicas básicas para que você realize um monitoramento sem erros!

 

Utilize um sistema adequado de registro

 

Não basta perguntar a alguém na portaria que horas alguém subiu ou desceu. Você também não se lembraria da cara de todo mundo que passa na sua frente, quanto mais do horário. Como resolver isso? Simples: anote e conte com um sistema adequado de registro!

 

O ideal aqui é utilizar um software de controle de ponto da empresa. Assim, quem for passando ao longo do dia poderá deixar registrado o horário de chegada e saída, já sinalizando quantas horas extras cada um cumpriu. Tudo isso ficará armazenado no seu banco de dados e poderá ser consultado depois. Sem desespero e muito mais fácil.

 

Gere relatórios sobre as horas trabalhadas

 

Ter os registros não é o suficiente para fazer um bom controle de horas extras. Sua equipe também tem o direito de saber como seus horários são registrados, especialmente se espera receber um pouco mais no fim do mês. Felizmente, quase todo software de gestão que se preze pode gerar esses relatórios em 1 clique.

 

Depois desse 1 clique, você já deve ter um PDF ou uma planilha com todos os horários registrados, o que irá reduzir custos. A partir dessas anotações, você pode justificar para cada colaborador qual foi o pagamento fornecido. Isso vale tanto para as horas extras quanto para as horas em falta.

 

Confira dados em falta antes de fechar as anotações

 

Por fim, um bom controle de horas extras não deixa espaços em branco. Você não pode simplesmente chutar que naquele dia sem registros o colaborador faltou. Sempre há uma boa chance de alguém ter se esquecido de bater o ponto.

 

É por isso que você precisa conversar com a equipe, com os gestores e com o próprio colaborador. Talvez ele tenha uma justificativa para a falta, ou apenas tenha se esquecido. Em todo caso, evite deixar espaços em branco no seu relatório. Você vai precisar dele na hora de calcular o bônus no pagamento de algumas pessoas.

 

Quais as principais atualizações legislativas?

 

Com a renovação da nossa legislação trabalhista, empresários e colaboradores estão esperando uma série de mudanças na questão das horas extras — pelo menos, é isso que se espera, na prática. É por isso que devemos acompanhar de perto essas inovações para desenvolver o melhor sistema interno.

 

Agora, o que é importante sabermos sobre essas atualizações? É justamente esses pontos que pretendemos abordar. Confira, a seguir, todas as mudanças que vão ocorrer com a reforma trabalhista e que vão impactar no controle de horas trabalhadas dos seus colaboradores. Essa é mais uma forma de evitar erros, certo?

 

Limite para as horas extras

 

Afinal, qual é o limite de horas extras permitidas pela nova legislação? A partir da reforma, elas não poderão passar de duas horas por dia ou quatro horas semanais. Além disso, assim como na legislação atual, as horas extras serão remuneradas em 50% a mais do que as horas normais.

 

Negociação direta

 

A partir da nova legislação, o banco de horas passa a ser negociado diretamente com o trabalhador, e não necessita mais do intermédio do sindicato. Assim, o controle de horas extras também é afetado, afinal, é preciso levar em consideração o acordo individual realizado com o colaborador da empresa.

 

Novo tempo extra

 

Com a reforma trabalhista, não é mais considerado como jornada de trabalho o tempo que ultrapassar a jornada normal e for dedicado a outras práticas e atividades pessoais. Descanso, lazer, estudo, alimentação, práticas religiosas, atividades de relacionamento social e higiene pessoal, por exemplo, ficam fora do cálculo.

 

Teletrabalho

 

Para concluir, a nova legislação também vai mudar a questão do teletrabalho, prática também conhecida como home office. Todo trabalho realizado fora da empresa, portanto, não terá mais controle de jornada e, consequentemente, não dará ao empregado o direito de receber hora extra.

 

Se sentindo mais confiante para realizar o controle de horas extras? Então que tal realizar um teste gratuito da nossa ferramenta e tornar essa atividade ainda mais fácil?

 

Veja também: Como facilitar os processos de folha de pagamento

 

Teste pontomais 2019

 

A Pontomais é líder no mercado de Controle de Ponto e Gestão de Jornada. São mais de 7.500 empresas e 150.000 usuários em toda América Latina. Uma plataforma simples, econômica e segura. A solução mais moderna e inovadora para diminuir os processos burocráticos. Assegura que as empresas estejam DENTRO DA LEI. Não perca tempo, CLIQUE AQUI, conheça a Pontomais e venha Rhevolucionar a gestão da sua empresa

Entre em contato conosco para conhecer nossos produtos e serviços. Até breve 🙂