O ano de 2016 foi marcado por uma severa recessão econômica para os brasileiros. Foi um período difícil, no qual muitos negócios foram à falência, o desemprego cresceu e a inflação também aumentou.

Entretanto esse ano, por mais terrível que tenha sido, chegou ao fim e a estimativa agora é que o ano de 2017 apresente melhoras e recuperação.

Apesar de a previsão ainda não ser de recuperação total, ainda há muito que se esperar, principalmente no segundo semestre de 2017.

Por isso, continue com a sua leitura e confira quais são as 4 tendências da economia para esse ano, que acaba de começar!

 

1. Inflação

 

É trabalho do Banco Central manter a inflação dentro da meta. Um instrumento muito utilizado para influenciar a atividade econômica e, dessa forma também a inflação, é uma taxa chamada Selic. Este tributo, que esteve em 14,25% ao ano em 2016, deve chegar até 11% ao final de 2017.

A inflação, que fechou o ano anterior em 6,29% deverá perder sua força agora em 2017. Uma consequência da própria recessão em que o país entrou, já que a população diminuiu o seu consumo.

O mercado prevê que a inflação chegue a ficar abaixo de 5%, porém não logo no início do ano, quando foram anunciados os aumentos no preço dos combustíveis e materiais escolares.

 

2. P.I.B. – Produto Interno Bruto

 

Depois do recuo de 3,8% no PIB que aconteceu em 2015 (a maior queda dos últimos 25 anos), seguido de mais uma retração acima de 3% em 2016, a tendência da economia é de que o PIB volte a crescer esse ano, porém numa taxa bem pequena.

Esse crescimento deverá ser no máximo de 0,5% apenas, podendo acontecer de simplesmente não crescer, mas também não se retrair.

Isso porque toda a economia brasileira ainda começa o ano um tanto estagnada. Muitas pessoas foram demitidas, o consumo das famílias continua fraco, e o governo, devido ao ajuste fiscal, também poderá começar a gastar e investir muito.

3. Taxa de Juros

 

Aqui no Brasil, temos a taxa básica conhecida como Selic que, como dito anteriormente, é responsável por influenciar toda a economia. Atualmente, a Selic se encontra em 13,75% ao ano, mas a tendência da economia é de que ela caia para algo em torno de 11%  (ou menos) até o final de 2017.

Como muitos sabemos, os juros do Brasil são um dos maiores de todo o mundo. A redução dessas taxas ajuda a diminuir o custo dos investimentos, e ainda favorece ainda o pagamento de dívidas.

Com essa diminuição na taxa de juros, espera-se que o consumo e a saúde financeira de empresas torne a aumentar, estimulando assim o crescimento da economia do Brasil. Entretanto, essa queda pode demorar a ter impacto na atividade econômica.

Acredita-se que dois trimestres ainda serão necessários para que a diminuição dos juros apresente efeitos palpáveis na economia.

 

4. Economia Externa

 

A tendência para a economia global é que o ritmo, que também não foi dos melhores em 2016, continue um tanto lento nesse ano, com o mercado comercial externo desaquecido.

Enquanto a taxa de juros cai no Brasil, acontece o contrário nos Estados Unidos: o Federal Reserve, banco central dos EUA, anunciou um aumento dessa taxa no país, num ritmo acelerado.

A ideia é que, com isso, se estimule a alta do dólar em relação às demais moedas, tornando o país mais atrativo para os investidores estrangeiros.

Enquanto isso, a Europa também pode apresentar um pouco de instabilidade devido à questão de o Reino Unido se desligar da União Europeia.

Até mesmo o Brasil pode ser afetado com relação ao comércio. O mercado internacional também pode ficar ainda mais estagnado se a China acomodar o seu ritmo de crescimento do PIB.

A estimativa é que os dias difíceis de 2016 comecem a ficar lentamente para trás, porém como a recessão foi muito forte, há muito ainda para se recuperar. Mas ao menos podemos esperar por tendências da economia positivas para fazer um ano melhor.

Quer conferir mais novidades? Então siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook e no LinkedIn!

 

 

A Pontomais é líder no mercado de Controle de Ponto e Gestão de Jornada. São de 5.000 empresas e 110.000 usuários em toda América Latina. Uma plataforma simples, econômica e segura. A solução mais moderna e inovadora para diminuir os processos burocráticos e assegurar de que as empresas estejam DENTRO DA LEI. Não perca tempo, CLIQUE AQUI, conheça a Pontomais e venha Rhevolucionar a gestão da sua empresa

Entre em contato conosco para conhecer nossos produtos e serviços. Até breve 🙂