Como fazer a gestão de ponto eletrônico de acordo com a reforma trabalhista?

Gestão de ponto eletrônico e a Reforma Trabalhista?

Com o objetivo de modernizar a legislação brasileira, entrou em vigor, no final de 2017, a Lei 13.467 — também conhecida como Reforma Trabalhista. A nova regra promoveu mudanças em temas sensíveis para as relações entre empresário e colaborador, o que impactou diretamente na gestão de ponto eletrônico e padrão.

Dessa forma, a nova legislação trouxe uma série de desafios para as empresas: adequar-se às determinações atuais, capacitar os profissionais de RH, garantir a eficiência de seus processos internos e assegurar o cumprimento da lei.

Neste artigo, vamos explicar um pouco mais sobre as mudanças na jornada de trabalho e os impactos na gestão de ponto. Então, não perca os próximos parágrafos!

 

Quais as principais mudanças em relação à jornada de trabalho?

Mais de cem pontos foram modificados pela Reforma Trabalhista. Entre os principais, está a jornada estendida, que, agora, pode funcionar no regime 12 x 36 (12 horas trabalhadas seguidas de 36 horas de descanso).

Antes, isso acontecia apenas em casos específicos previstos em lei ou por meio de convenções trabalhistas. Agora, pode-se fixar por acordo entre empresa e colaborador. Porém, o limite máximo continua sendo de 44 horas semanais. Além disso, a nova legislação regulamentou o home office, que deixou de ser enquadrado como trabalho externo.

Já o período de descanso intrajornada, no caso de 8 horas diárias, pode ser negociado entre empresa e empregado, mas não sendo inferior a 30 minutos. Já as férias, agora, podem ser fracionadas em até três períodos (anteriormente, eram somente dois), mas com um deles tendo, no mínimo, 14 dias corridos, e os outros não sendo inferiores a cindo dias sequenciais.

 

 

De que maneira a Reforma Trabalhista impactou o controle de ponto?

Uma das principais mudanças da nova legislação é a possibilidade de negociar com cada colaborador a jornada de trabalho e o pagamento de horas extras (que pode ser por meio da remuneração ou por banco de horas), assim como a regulamentação do home office. Tudo isso tornou mais complexo o trabalho da equipe de RH.

Dessa forma, o controle de ponto mal feito pode implicar excesso de horas extras (e o não pagamento, ações trabalhistas). Além disso, as empresas precisam se adaptar ao registro de ponto nos trabalhos a distância, tanto para cumprir a legislação atual quanto para se resguardar em relação à produtividade dos colaboradores.

 

Quer uma demonstração de 15 minutos do sistema que economiza 50% do seu tempo em rotinas de Departamento Pessoal e Recursos Humanos? Clique no botão abaixo e um dos nossos consultores entra em contato com você:

meligue-pontomais-2018

 

Como fazer uma gestão de ponto eletrônico eficiente?

Existem diversas formas de fazer a gestão da jornada de trabalho dos seus colaboradores. Porém, o que se mostra mais eficiente é o controle de ponto eletrônico, pois conta com diversos mecanismos que reduzem as chances de erros, tais como reconhecimento facial, QRCode, integração com leitor biométrico.

Assim, é possível adequar-se às diferentes jornadas de trabalho ao mesmo tempo em que se oferece maior segurança, tanto para a empresa quanto para o colaborador. O ponto digital ainda pode ser registrado por aplicativo, o que se encaixa perfeitamente para as companhias que utilizam o home office.

Como vimos ao longo deste artigo, a Reforma Trabalhista trouxe uma série de mudanças em relação à jornada de trabalho e, consequentemente, em relação à gestão de ponto eletrônico das empresas. Por isso, é bastante importante ficar atento às novas regras, adotar as mudanças e adequar-se à nova legislação brasileira.

Gostou deste artigo sobre como a Reforma Trabalhista impactou a gestão de ponto das empresas? Então, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo ainda mais!

 

Leia também: Reforma Trabalhista: Entenda as mudanças na marcação de ponto

 

A Pontomais é líder no mercado de Controle de Ponto e Gestão de Jornada. São mais de 7.500 empresas e 150.000 usuários em toda América Latina. Uma plataforma simples, econômica e segura. A solução mais moderna e inovadora para diminuir os processos burocráticos. Assegura que as empresas estejam DENTRO DA LEI.

Saiba como podemos te ajudar a economizar dinheiro e tempo aqui!

Até mais. 🙂