Turnover é mais uma palavra em inglês que foi sendo paulatinamente incorporada à língua portuguesa. Muito utilizada na área de recursos humanos das empresas, turnover significa rotatividade de colaboradores em uma organização. Ou seja, as entradas e as saídas de trabalhadores de uma empresa em determinado período de tempo.

Em um momento de crise como o que estamos vivendo, toda a diminuição de custos é bem-vinda. No entanto, o turnover pode significar um aumento de suas despesas operacionais.

Neste post, vamos abordar alguns problemas que são causados pelo turnover nas empresas. Confira:

 

Custo das demissões

 

A legislação brasileira exige uma série de procedimentos que devem ser seguidos no caso de demissão. São alguns custos para as empresas que servem para salvaguardar os direitos dos colaboradores.

O pagamento da multa sobre o FGTS, quando não for por justa causa, e ainda o aviso prévio encarecem a folha de pagamento gerando um custo que não estava previsto. Acrescente a isso o fato de ser necessário o deslocamento de um representante legal da empresa ao sindicato da classe.

 

Despesas nas admissões

 

Para a substituição de um colaborador demitido ou mesmo que saiu por conta própria, é necessária uma série de despesas de recolocação. Procurar um candidato, selecionar currículos, fazer entrevistas, realizar testes psicotécnicos exige tempo e dedicação. E tudo isso tem o seu custo.

Às vezes, com a escassez de funcionários, é preciso contratar empresas ou profissionais externos para realizarem essas atividades, onerando ainda mais a organização.

 

Necessidade de treinamento e capacitação

 

Após a contratação, existe todo um período de treinamento e de capacitação do novo colaborador para que ele realize as tarefas e funções que o seu cargo exige. E isso também tem um custo, principalmente porque requer o envolvimento de outra pessoa para treinar o novo funcionário.

Além da formação, há também o tempo de adaptação ao novo trabalho, que, se comparado com os antigos funcionários, causa a uma baixa produtividade.

 

Deterioração no clima organizacional

 

O turnover causa um desconforto muito grande entre os membros da equipe, e o relacionamento interpessoal fica comprometido. Se as demissões forem feitas pela própria empresa, o clima para quem fica se torna muito tenso.

Isso acontece porque as pessoas ficam imaginando que serão as próximas da fila — o que compromete a produtividade, trazendo impacto para toda a estrutura empresarial.

 

Dificuldade de gestão

 

Com a movimentação de pessoas, o gerenciamento também fica comprometido. A relação entre líder e liderados se deteriora, trazendo insatisfação para todos. E uma equipe insatisfeita é uma equipe com baixo desempenho.

 

Impacto na imagem da empresa

 

Com a atual crise que estamos vivenciando, qualquer movimento que gere desemprego causa um estrago na imagem da empresa. Quer dizer que aumentar o número de pessoas que estão à procura de um trabalho é extremamente negativo para a empresa e para os seus dirigentes.

Um dos lados mais perversos da crise é que, às vezes, o empreendedor não tem alternativa a não ser reduzir o seu quadro de pessoal. Queda de vendas, juros altíssimos e pouca perspectiva de melhora levam os gestores à única saída que sobra. Infelizmente a opção é pela demissão.

Agora você já sabe quais são os problemas causados pelo turnover. Que tal compartilhar este post nas suas redes sociais e fazer com que seus amigos também entendam esse assunto?