CONTRATE AGORA EXPERIMENTE GRÁTIS

Estratégia do oceano azul: afinal, o que é?

O mercado está altamente competitivo. Logo, para sobressair, não adianta insistir nas mesmas estratégias e competir por um oceano vermelho, repleto de concorrentes. É preciso adotar a estratégia do oceano azul.

Do inglês Blue Ocean Strategy, a ideia foi criada pelos professores W. Chan Kim e Renée Mauborgner. A tática está baseada na criatividade e na insatisfação com o status quo, fatores que levam à mudança de mercado.

Nos próximos tópicos, vamos explicar o que é, qual a importância e como a estratégia funciona. Boa leitura!

O que é a estratégia do oceano azul?

Antes de entender a estratégia, é preciso compreender os dois tipos de oceanos: vermelho e azul. Ao olhar para o ambiente externo, você vai enxergar uma série de mercados que já existem. Neles, há uma forte competição entre os concorrentes por critérios de custo e qualidade. Esses mercados são oceanos vermelhos.

Por outro lado, existem mercados que ainda não foram criados ou são pouquíssimos explorados. Neles, há boas margens de lucro e crescimento empresarial. Por consequência, são chamados de oceanos azuis.

Assim, a estratégia reside na transição de um oceano vermelho, altamente competitivo, para um azul, com margens atraentes e possibilidade de crescimento. Logo, é possível fazer negócios de forma mais bem-sucedida.

 

Pontomais 2019

 

Qual a importância para a empresa?

Ao olhar para o atual mercado, você verá empresas com vendas estagnadas, com finas margens de lucro e que precisam lutar para manter seus percentuais de market share. É um reflexo do oceano vermelho e predatório. Esse não é o melhor dos cenários, por isso, é preciso fazer uma transição para o oceano azul. Nesse novo “oceano”, há melhores margens de lucro, possibilidade de crescimento e durabilidade no mercado.

Ao investir nessa estratégia, a primeira e (talvez) principal vantagem será sair do lugar-comum. Você criará alternativas inovadoras para os clientes, descolando-se da concorrência e abraçando um novo mercado. Outra vantagem é a possibilidade de trabalhar com melhores margens. Como você não está competindo pelos mesmos produtos e/ou serviços, poderá oferecer outra proposta de valor e cobrar de maneira justa por isso.

Por fim, é preciso destacar a maior durabilidade da organização. É possível permanecer por mais tempo no mercado, visto que os desgastes serão menores e você estará na vanguarda de um novo oceano.

Como funciona a transição de oceanos?

O processo de transição para o oceano azul depende de vários fatores, mas, especialmente, de criatividade e disciplina. Há diferentes ferramentas que podem ser usadas, como a matriz pioneiro-migrante-conformado. Em primeiro lugar, rejeite a crença das condições do setor como imutáveis. É possível, sim, inovar e encontrar novas formas de chegar ao coração do cliente. Você só precisa descobrir onde e como fazer isso.

Para tal fim, é preciso desenvolver a equipe certa. Selecione um conjunto de talentos que tenham uma coisa em comum: a insatisfação com o status quo. No mais, é interessante que eles tenham diferentes experiências.

Como é possível observar, o assunto é extenso e pode promover um grande avanço na organização. Então, não deixe de se mover para um mercado mais repleto de oportunidades. Conte com a estratégia do oceano azul!

Quer tal aprender mais conosco? Aproveite para nos seguir nas redes sociais e acompanhar nossas novidades — estamos no LinkedIn e no Facebook.

 

A Pontomais é líder no mercado de Controle de Ponto e Gestão de Jornada. São mais de 6.500 empresas e 130.000 usuários em toda América Latina. Uma plataforma simples, econômica e segura. Assim, sendo a solução mais moderna e inovadora para diminuir os processos burocráticos. Portanto, assegurando que as empresas estejam DENTRO DA LEI.
Não perca tempo, CLIQUE AQUI, conheça a Pontomais e venha Rhevolucionar a gestão da sua empresa.

 

Pontomais 2019


Leia também:

Blitzscaling: o que é e como usar a favor do seu negócio?

Privacy Preference Center