Saiba quando é a hora de demitir um funcionário

Demitir um funcionário. Uma das coisa mais duras que habitam o dia-a-dia do mundo corporativo.

De fato, ninguém gosta de ser demitido ou de ver que a empresa está demitindo seus colegas. Porém, nem sempre esse desligamento é fruto da crise, de cortes coletivos ou qualquer coisa do tipo. Muitas vezes a demissão é exclusivamente relacionada ao funcionário desligado, sua maneira de trabalhar e sua postura.

Se você ainda tem dúvidas sobre o momento certo de demitir um funcionário este artigo é para você. Confira agora algumas dicas para auxiliar nesse momento tão delicado.

 

Inadequação do colaborador à filosofia da empresa

 

Algumas empresas possuem normas internas e filosofias de trabalho mais rígidas. Isso faz com que algumas pessoas tenham que se adaptar a essa nova rotina, que pode fugir totalmente àquilo que ela estava acostumada.

Essa mudança de filosofia pode levar algum tempo. Em muitos casos, é visível a falta de alinhamento do funcionário com a cultura interna. Neste caso não há competência profissional que justifique a manutenção de um funcionário que não segue essas regras.

Manter um funcionário desalinhado com a cultura interna pode gerar questionamentos dos demais,. Além disso,  permite que a pessoa em questão dite as regras da sua conduta, algo que pode ser extremamente prejudicial.

 

Rendimento abaixo do esperado

 

Produtividade é, sem dúvida, um dos grandes fatores que leval alguém a demitir um funcionário. Esse tema requer cuidados, pois nem sempre o problema é do funcionário, mas sim dos gestores e da elaboração dos processos.

Caso esteja claro que o funcionário está trabalhando aquém do esperado, o ideal é transmitir essa percepção e dar uma chance para que melhore; feito isso, caso o feedback não surta efeito, torna-se pertinente o desligamento do colaborador.

 

Intransigência à mudança

 

Durante a sua atuação, as empresas mudam diversas coisas em sua estrutura, desde uma mudança estrutural até uma modernização de todos os processos. Alguns funcionários podem reagir mal às mudanças e isso pode ser um problema.

A modernização e a mudança devem sempre trazer melhorias para o ambiente de trabalho. Para que sejam efetivas, é preciso contar com os colaboradores. Caso algum funcionário se mantenha preso aos antigos moldes, o gestor deve tentar alertá-lo da necessidade de se adequar à nova realidade. Se, mesmo assim, não houver mudanças, infelizmente o tempo para esse funcionário acabou.

Dificuldade de relacionamento com os demais

 

Em muitos casos, a falta de trato com os demais pode fazer com que um colaborador fique com a pecha de desagradável. Para evitar esse tipo de imagem, o funcionário deve se esforçar para manter um bom relacionamento. Porém, caso não haja esse esforço, o ambiente pode ficar horrível. Com a atmosfera carregada, começam a se desdobrar problemas de comunicação e produtividade.

Mais uma vez, vale reforçar que o feedback pode ser essencial para resolver esse problema (ou pelo menos atenuá-lo), mas se não há nenhum tipo de reação positiva, provavelmente chegou o momento de procurar uma pessoa mais adequada para ocupar aquele cargo.

Esses são alguns dos sinais que os gestores devem prestar atenção no momento de ponderar ter que demitir um funcionário. Compartilhe essa lista em suas redes! Ajude outros líderes empresariais a conhecer um pouco mais sobre o que se deve levar em conta no momento de demitir um funcionário!