CONTRATE AGORA EXPERIMENTE GRÁTIS

Clima organizacional nas empresas: como deve ser medido?

O clima organizacional nas empresas é uma espécie de atmosfera, algo intangível, mas que influencia o modo como as pessoas pensam e agem. Em resumo, é o estado de espírito do ambiente de trabalho.

Alguns negócios têm um clima tóxico, poucas pessoas conseguem suportá-lo e a taxa de evasão de talentos é alta. Porém, outros contam com um clima de transparência e bem-estar, o que gera grandes resultados.

Mas como medir algo intangível? É preciso olhar para suas causas e consequências, como o nível de turnover e absenteísmo. Neste post, mostraremos itens que ajudam e fazem entender como medir o clima. Confira!

Pesquise o nível de satisfação dos talentos

Primeiramente, é preciso olhar para quem mais é impactado pelo clima: os empregados. O nível de satisfação e lealdade dos talentos refletem, então, é preciso mensurá-los. Para tanto, conte com o E-NPS.

O Employee Net Promoter Score (E-NPS) é um importante indicador de desempenho. Com base em uma única pergunta — chamada de “A pergunta definitiva” — ele ajuda a medir a satisfação e a lealdade:

  • em uma escala de 0 a 10, sendo 0 o menor e pior valor, o quanto recomendaria seu atual local de trabalho para um amigo ou familiar?

Notas de 0 a 6 representam empregados detratores, insatisfeitos com o trabalho. Notas de 9 a 10 representam profissionais promotores, apaixonados pela organização. Os demais são considerados neutros.

Para avaliar a pontuação final de E-NPS, basta subtrair o percentual total de detratores do percentual total de promotores (% promotores – % detratores). O resultado ideal é a partir de 75 pontos, não menos que isso.

 

Pontomais 2019

Promova questionários que avaliem o clima

Outra possibilidade é ouvir os talentos com questionários tradicionais e mais extensos. Nesse caso, será preciso formular uma lista de perguntas, com questões do tipo:

  • você se sente bem no local de trabalho?
  • seu superior imediato pode ser considerado um líder?
  • acha que seus colegas abraçam os valores da empresa?
  • acredita que há um forte espírito de equipe?
  • há uma boa comunicação interna?

Os profissionais devem responder o questionário com base em 3 alternativas: nunca, às vezes e sempre. Desse modo, fica mais fácil analisar os resultados e tirar as devidas conclusões.

É importante lembrar que as pesquisas com os funcionários devem ser anônimas. O talento não tem que ser obrigado a se identificar, pois pode sentir medo de represália ao falar a verdade.

Mensure o nível de absenteísmo dos profissionais

O absenteísmo é um indicador-chave de desempenho. Com ele, o gestor pode medir o nível de faltas e atrasos, itens que denotam o engajamento dos profissionais e a insatisfação com o clima de trabalho.

Para medi-lo, basta relacionar dois principais dados: o número de horas não trabalhadas pela equipe e o total de horas efetivamente trabalhadas, como é possível observar em:

  • absenteísmo = número de horas não trabalhadas (faltas e atrasos) / total de horas efetivamente trabalhadas x 100 (o resultado final é em %).

Quanto menor o absenteísmo, melhor a empresa, pois indica um clima agradável, no qual os profissionais têm prazer em estar. Por outro lado, quando o índice é alto, isso simboliza um clima tóxico.

Para tanto, é importante que o gestor conte com um bom software de registro do ponto e jornada de trabalho para obter os dados de assiduidade dos colaboradores e das equipes de trabalho. Do contrário, a mensuração será difícil.

Avalie a rotatividade do último ano

Qual o nível de rotatividade dos profissionais? Em outras palavras, quantos entram e saem do quadro de trabalho dentro de um único ano? Esse indicador é chamado de turnover.

Em geral, o mau clima causa a evasão dos profissionais. Ninguém que preze por sua saúde física e emocional deseja ficar em uma organização com a atmosfera pesada, por isso, migram para a concorrência.

  • turnover = funcionários que deixaram a empresa no último ano / total de funcionários no mesmo período x 100 (o resultado é em %).

O percentual ideal de rotatividade varia de acordo com a política de retenção de cada negócio. Alguns artigos indicam que o ideal é algo abaixo dos 5%, não mais do que isso.

Quando a rotatividade é baixa, significa que a empresa está conseguindo reter os seus talentos. Sendo assim, há um clima propício ao trabalho, à formação de equipes e ao alcance de grandes resultados.

Observe a produtividade no expediente de trabalho

Como dito no início, o bom clima gera satisfação e bem-estar. Os profissionais tornam-se mais felizes em fazer parte do quadro de trabalho e isso torna a empresa, em média, 86% mais produtiva.

Nesse sentido, o bem-estar está diretamente ligado à produtividade diária. Então, ao descobrir se o nível de entrega do time está de acordo com o desejado, também saberá se o clima é o ideal.

Uma fórmula simples para medir a produtividade é a seguinte:

  • produtividade = produtos ou serviços gerados / recursos utilizados.

Imagine um profissional que ligou para 50 clientes ao longo do expediente de trabalho, isto é, em 8 horas. Ao usar a fórmula, é possível afirmar que sua produtividade é de 6,25 ligações/hora. É um bom nível?

É possível calcular a produtividade dos profissionais em diferentes aspectos e depois avaliar se está dentro do esperado. Em climas inadequados, os colaboradores tendem a se tornar apáticos e improdutivos.

Conte com outros indicadores de desempenho

Existem outros indicadores que podem ajudar a entender o clima do ambiente de trabalho. Então, faça uso deles para avaliar como refletem a paixão e energia do time.

Alguns desses indicadores podem ser calculados e outros dependem da sensibilidade do líder. Confira:

  • número de erros e retrabalho;
  • total de conflitos interpessoais e intergrupais;
  • criatividade e inovação do time;
  • iniciativas para solução de problemas internos;
  • fofocas e conversas paralelas;
  • proximidade com a liderança da empresa.

Enfim, é possível avaliar, um ou todos esses fatores, para medir o clima organizacional nas empresas e descobrir se está ou não adequado. Tenha em mente que um ambiente bom é essencial para a boa experiência dos empregados, para a criação de uma cultura organizacional atraente e para o próprio crescimento do empreendimento.

E aí, já sabe qual indicador utilizar? Aproveite para continuar aprendendo conosco. Descubra como evitar a demissão dos melhores colaboradores. Boa leitura!

A Pontomais é líder no mercado de Controle de Ponto e Gestão de Jornada. São mais de 6.500 empresas e 130.000 usuários em toda América Latina. Uma plataforma simples, econômica e segura. Assim, sendo a solução mais moderna e inovadora para diminuir os processos burocráticos. Portanto, assegurando que as empresas estejam DENTRO DA LEI.
Não perca tempo, CLIQUE AQUI, conheça a Pontomais e venha Rhevolucionar a gestão da sua empresa.

Pontomais 2019


Leia também:

Como a gestão de pessoas impacta no clima organizacional?

Privacy Preference Center