Cartão de ponto ou ponto eletrônico? Entenda a diferença!

Você sabe qual é um dos assuntos mais recorrentes entre os processos trabalhistas? A resposta é: Problemas na gestão de horas.

De janeiro a agosto de 2018, mais de 2 bilhões de reais já haviam sido pagos em processos trabalhistas. Por isso, as empresas precisam conhecer soluções mais eficientes como o cartão de ponto ou o ponto eletrônico.

O controle de ponto é mais importante do que a gente imagina, pois ele evita problemas como as horas extras não pagas, falhas no registro de horário ou a ausência dele, excesso de trabalho e outros. Essas situações, individuais ou acumuladas, configuram conflitos judiciais trabalhistas — uma dor de cabeça que pode ser evitada.

Vamos garantir que a jornada de trabalho está sendo cumprida dentro do esperado? Então, continue lendo e entenda a diferença entre usar cartão de ponto ou ponto eletrônico:

 

Como deve ser feito o controle de ponto?

 

legislação brasileira determina que as empresas que têm mais de 10 funcionários são obrigadas a controlar a hora de entrada e saída de todos. Isso pode ser feito por meio de registro manual, mecânico ou eletrônico. Deve haver também a sinalização, por parte do funcionário, do horário de repouso (intervalo para o almoço).

Apesar de esse registro não ser obrigatório para as empresas com menos de 10 funcionários, nunca é bom arriscar, certo? O registro do ponto deve ser feito com o objetivo de saber o que está acontecendo no seu negócio. Avaliar a disponibilidade dos trabalhadores e efetuar o pagamento do valor justo pelas horas trabalhadas.

 

Teste gratis pontomais 2019

O que é cartão de ponto?

 

O cartão de ponto tem uma longa história no registro da entrada e saída de funcionários das empresas. Ele nem sempre foi tão moderno: já teve uma versão em folha de papel ou cartolina na qual eram impressas as horas de entrada e saída. O problema, no entanto, era a possibilidade de burlar o sistema.

Essa solução para controlar o ponto evoluiu. Agora, no formato de um cartão que lembra os demais que já temos (crédito, débito, carteirinha estudantil ou vale-refeição). Ele é entregue no primeiro dia de trabalho de cada funcionário. Uma máquina fica disponível para que o cartão seja passado nela 4 vezes ao dia: chegada, ida para o almoço, retorno e saída.

 

O que é ponto eletrônico?

 

A evolução do cartão é o ponto eletrônico, um relógio que está interligado a softwares que realiza o controle das horas trabalhadas da equipe de trabalho. Ele também funciona com o cartão, mas pode funcionar com senhas e até dados biométricos — o que reduz significativamente as chances de fraudes.

A adoção desse modelo, que é mais moderno e seguro, deve ser por meio de um equipamento homologado pelo Ministério do Trabalho. O aparelho homologado tem itens obrigatórios, como relógio digital com horas, minutos e segundos, emissor de comprovante impresso, porta USB para capturar dados salvos e sistema permanente de armazenamento.

O ponto eletrônico apresenta vantagens como a rapidez no processamento dos dados que estão armazenados nele, oferecendo segurança e confiabilidade tanto para a empresa quanto os funcionários. Como consequência, obtém-se uma significativa redução nas falhas e possíveis erros relacionados à marcação e contabilização das horas trabalhadas — inclusive as extras.

Quer saber mais sobre ponto eletrônico? Confira o artigo que fizemos sobre o risco de não seguir a legislação de ponto eletrônico clicando aqui.

Teste gratis pontomais 2019

 

A Pontomais é líder no mercado de Controle de Ponto e Gestão de Jornada. São de 5.000 empresas e 110.000 usuários em toda América Latina. Uma plataforma simples, econômica e segura. Assim, sendo a solução mais moderna e inovadora para diminuir os processos burocráticos. Portanto, assegurando que as empresas estejam DENTRO DA LEI. Não perca tempo, CLIQUE AQUI, conheça a Pontomais e venha Rhevolucionar a gestão da sua empresa

Entre em contato conosco para conhecer nossos produtos e serviços. Até breve 🙂