6 ferramentas de gestão de pessoas para levantar os resultados da sua empresa

Conheça 6 ferramentas de gestão de pessoas que podem mudar os resultados da sua empresa!

Quais são e como aplicá-los? Confira abaixo o conteúdo redigido em parceria com a Twygo!

1. Pesquisa de clima organizacional:

O clima organizacional diz respeito à forma como os colaboradores enxergam a empresa e como se sentem enquanto parte do negócio. Diferentemente da cultura organizacional, que fala de valores instituídos, o clima organizacional é orgânico e constantemente alterado pelos mais diversos fatores relacionados à liderança, aos colaboradores etc.
Para perceber como é o clima organizacional da empresa (e assim tomar medidas para melhorá-lo) é preciso realizar uma pesquisa de clima organizacional. Esta ferramenta é capaz de revelar informações como:

● Quais fatores desmotivam o colaborador?
● Que leitura os colaboradores fazem da filosofia e dos objetivos da empresa?
● Como os colaboradores se relacionam entre si e com as lideranças?
● O que pode ser melhorado para que o clima organizacional seja melhor para
todos?

Uma pesquisa de clima organizacional pode ser feita com questionários (formulários) sem necessidade de identificação, para obter respostas mais
sinceras, ou ainda com entrevistas individuais.
A partir das informações recolhidas, o gestor de recursos humanos pode identificar falhas internas, averiguar possibilidades de melhoria e promover mudanças.

 

2. Avaliação de desempenho:

O mercado de trabalho vem sendo robotizado em seus procedimentos, mas humanizado em suas relações. Cada vez mais soft skills (habilidades
socioemocionais) são consideradas importantes no perfil profissional de um colaborador. Da mesma forma, cresce cada vez mais a busca por desempenho e produtividade e assim, chegamos à nossa segunda ferramentas de gestão de pessoas.
Através da ferramenta de avaliação de desempenho é possível identificar qual o nível de produtividade dos colaboradores, o quanto estão entregando e avaliar como está a relação entre desempenho e competências.
As informações obtidas em uma avaliação de desempenho permitem que gestores identifiquem desvios de esforço para otimizar a produtividade e alavancar os resultados.
Para saber mais sobre avaliação de desempenho, confira o post: avaliação de desempenho por competências: o que é e como fazer?

3. Feedback contínuo:

O colaborador precisa ouvir e ser ouvido. A prática de feedback contínuo não é apenas da empresa para o colaborador, mas vice-versa também. Uma empresa que trabalha com feedback garante que o colaborador tenha um retorno sobre seu comportamento e atitudes, ao mesmo tempo que faz com que líderes e gestores tenham o mesmo retorno por parte do colaborador.

Um colaborador dificilmente irá alterar comportamentos ou práticas sem saber que isso é necessário. Da mesma forma, um gestor dificilmente pode melhorar a estrutura ou o ambiente da empresa sem saber que isso afeta sua equipe. Abrir a empresa para o feedback mútuo é uma ferramenta muito eficaz na gestão de pessoas.

4. Plataforma de controle de jornada:

Nossa quarta ferramentas de gestão de pessoas é para Jornada de trabalho.

O controle de jornada consiste na gestão das horas que os colaboradores dedicam à empresa todo mês. É preciso fazer essa gestão para garantir que os colaboradores cumpram sua jornada dentro do que foi acordado com a organização.

Esse controle, no entanto, sempre era feito através de papéis e livros de registro. Mas os tempos mudaram, e com eles as ferramentas de controle de jornada também. Hoje em dia o controle da jornada dos colaboradores pode ser feito diretamente em softwares na nuvem, como é o caso do Pontomais.

Para saber mais sobre como fazer o controle de ponto dos colaboradores através de uma plataforma, confira este post sobre controle de jornada.

5. Plano de carreira:

O que mantém um colaborador na empresa? O salário? A realização? A estabilidade? A perspectiva de crescimento?

Talvez todos esses elementos. A verdade é que cada vez mais o interesse de profissionais em fixarem-se numa empresa está na possibilidade de se enxergarem como parte do negócio. Nesse sentido, empresas que incluem planos de carreira na gestão de pessoas tendem a reter talentos e desenvolver equipes eficazes.

A criação e apresentação de um plano para a carreira do colaborador faz com que ele consiga visualizar exatamente aonde pode ir e o que fazer para chegar lá. Esse tipo de ferramenta de gestão de pessoas consegue diminuir a rotatividade e engajar
mais os colaboradores no negócio.
Mas não basta ter um plano de carreira e escondê-lo na gaveta, também é preciso deixá-lo bastante claro para todos os colaboradores.

6. Plataforma de treinamento e desenvolvimento:

Já dizia Bill Gates: “Sabe o que é pior do que treinar um colaborador e ele ir embora? Não treiná-lo e ver ele ficar.”

Colaboradores que recebem treinamento e desenvolvimento na empresa não apenas se sentem valorizados, mas também criam elos com a organização e entendem melhor como executar o seu trabalho.

O resultado disso? Aumento de produtividade e de resultados.
Há diferentes formas de oferecer treinamento e desenvolvimento, mas a que mais otimiza tempo e dinheiro é através de uma plataforma.
Viu só como há ferramentas muito importantes que podem fazer muito pela sua empresa? Para continuar aprendendo sobre o assunto, confira o case de sucesso de uma empresa que alavancou seus resultados com treinamento e desenvolvimento feito através de uma plataforma EAD:

6 ferramentas de gestão de pessoas para levantar os resultados da sua empresa
6 ferramentas de gestão de pessoas para levantar os resultados da sua empresa

E aí, gostou do conteúdo sobre ferramentas de gestão de pessoas?

A Twygo, uma Plataforma EAD para treinamento corporativo ou para venda de cursos online é Parceira Pontomais!

Conheça o seu blog AQUI!